terça-feira, 30 de agosto de 2016

Jesus Retira-se para Nazaré (6.1-13)

Jesus Retira-se para Nazaré (6.1-13) Depois de relatar a cura da mulher com o fluxo de sangue e a ressurreição da filha de Jairo, Marcos informa sobre a ida de Jesus à cidade de Nazaré onde fora criado. Nessa cidade Jesus dirigiu-se a sinagoga e ali ensinava. Os presentes ficaram admirados da sabedoria com que expunha as Escrituras e também pelos milagres que Jesus fazia. Perplexos diziam: não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão? E não estão entre nós suas irmãs? Marcos nos diz que eles se escandalizaram nele. Isso deu ensejo a Jesus dizer que um profeta não tem honra em sua casa, nem no meio de seus parentes. Admirado pela incredulidade deles, Jesus não fez ali maravilhas e sim curou poucos enfermos. Depois desse incidente, Jesus saiu de Nazaré e comissionou os apóstolos, enviando-os de dois em dois para pregar, inclusive com autoridade sobre os espíritos malignos. Nessa comissão, Jesus disse-lhes que levassem somente o bordão, não levassem alforjes, nem pão, nem dinheiro, nem vestissem duas túnicas e fossem calçados. Disse-lhes ainda que quando chegassem numa casa e fossem acolhidos, dali não saíssem até terminar a obra. Os lares que não o recebessem nem aceitassem a sua mensagem, ao sair dali, sacudissem o pó de suas alparcas como testemunho contra eles. Disse Jesus que no dia do juízo o castigo para quem os rejeitassem seria mais rigoroso do que o castigo de Sodoma e Gomorra. O texto nos diz que eles pregaram o arrependimento, expulsaram demônios e curaram os enfermos. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: