segunda-feira, 26 de setembro de 2016

A Segunda Vinda do Senhor

As coisas que em breve devem acontecer (I) A Segunda Vinda do Senhor O estudo da Teologia Sistemática tem uma área chamada de Escatologia - a Doutrina das Últimas Coisas. A Escatologia divide-se em duas partes: A Escatologia Individual que trata do futuro do individuo e que engloba dois temas: A morte e o estado intermediário; e a Escatologia Geral que trata do futuro de todos os indivíduos dentro do plano de Deus, e que engloba os temas: A segunda vinda do Senhor, o arrebatamento da Igreja, o período tribulacional, o milênio, ressurreição geral, julgamento final e o estado eterno. Neste artigo iremos tratar da Escatologia Geral, baseada na expressão que intitula este artigo, parafraseada do livro de Apocalipse, e nos deteremos na primeira coisa prevista no programa escatológico de Deus que é a segunda vinda do Senhor Jesus Cristo. A doutrina da segunda vinda do Senhor Jesus é uma das mais bem documentadas do Novo Testamento. Quase todos os livros tratam direta ou indiretamente do assunto (a exceção fica por conta dos livros de Filemom, 2 e 3 João). Essa vinda, segundo o Novo Testamento, será uma vinda pessoal, isto é, Cristo virá em pessoa mesmo. “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus descerá do céu,...” 1 Ts 4.16; Será uma vinda física. Jesus virá com o mesmo corpo que ascendeu aos céus depois da sua ressurreição. “E lhes perguntaram: Varões galileus, por que estais olhando para os céus? Esse Jesus que dentre vós foi recebido no céu, virá do mesmo modo como para o céu o vistes ir” At 1.11; Será uma vinda visível. Todas as pessoas o verão. “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu com poder e muita glória” Mt 24.30; Será uma vinda gloriosa. Jesus virá com o corpo glorificado e acompanhado dos anjos dos céus. “Então verão o Filho do homem vir nas nuvens, com grande poder e glória” Mc 13.26. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: