quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Os Escândalos (9.42-50)

Reflexões no Evangelho de Marcos Os Escândalos (9.42-50) Continuando a sua conversa com os seus discípulos sobre a tolerância e a recompensa dada por Deus aos que ajudam a Igreja em suas necessidades, o Senhor Jesus os adverte sobre a questão do escândalo. Para o Senhor Jesus, o seu povo é um povo santo, destinado a serem luz e sal da terra, ou seja, a viver uma vida de santidade sem causar impacto negativo nas pessoas que não professam ainda a fé em Cristo. A advertência cabe também aos próprios discípulos, na convivência entre si. “E qualquer que escandalizar um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de moinho, e que fosse lançado no mar” Mc 9.42. Continuando, o Senhor Jesus usa de fortes figuras de linguagem sobre amputar partes do corpo (cortar mão e pé e arrancar olho) se essas partes são instrumentos para a produção de escândalos, e dá a razão espiritual para isso: é melhor entrar aleijado no reino de Deus do que ser lançado no inferno com o corpo completo. Essas fortíssimas palavras do Senhor nos adverte sobre a seriedade da vida cristã, do tema viver em santidade diante de Deus, da Igreja e do mundo. Todos os pecados devem ser evitados pelos cristãos especialmente aqueles que escandalizam ou fazem os crentes mais frágeis se escandalizarem. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: