quarta-feira, 15 de junho de 2016

A Parábola da Candeia (4.21-25)

A Parábola da Candeia (4.21-25) Depois de proferir a parábola do semeador e explicar aos seus discípulos o motivo dele falar por parábolas ao povo em geral bem como o significado daquela parábola, o Senhor Jesus profere outra parábola bem pequena que engloba apenas um versículo: “E disse-lhes: Vem, porventura, a candeia para ser posta debaixo do cesto ou debaixo da cama? Não vem, antes, para se colocar no velador?” Mc 4.21. Em seguida o Senhor Jesus faz uma advertência relacionada a essa parábola, nestes termos: “Porque nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto. Se alguém tem ouvidos para ouvir, que ouça.” Mc 4.22,23. Depois Jesus chama a atenção de todos sobre a questão do julgamento que se faz de outrem. “... Com a medida com que medirdes vos medirão a vós, e ser-vos-á ainda acrescentada” Mc 4.24. Essas palavras de Jesus nos fazem lembrar sobre o mandamento de não julgarmos uns aos outros, pois só Deus, o justo Juiz, é que tem condições de julgar a todos. Leia Tg 4.11,12. Quanto à lição da parábola, é bom observar que Jesus ensinou que os crentes nele são a luz do mundo, e que essa luz deve brilhar a fim de que Deus seja glorificado pelas boas obras realizadas por eles. Veja Mt 5.14-16. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: