quarta-feira, 15 de junho de 2016

A Parábola do Semeador (4.1-20)

A Parábola do Semeador (4.1-20) Nessa parte do seu evangelho, Marcos apresenta quatro parábolas proferidas por Jesus, sendo a primeira a parábola do semeador. Uma parábola é uma história tirada a partir do cotidiano da vida dos tempos de Jesus, que apresenta uma lição de cunho moral ou espiritual. Ainda a parábola era uma técnica didática usada pelos mestres de então. Na parábola do semeador é-nos apresentada uma semeadura em que uma parte da semente cai à beira do caminho, a outra cai entre pedregulhos, outra cai entre espinhos e a outra em boa terra. Nas três primeiras semeaduras não há produção de frutos. Só a semente que cai em boa terra é que produz frutos. Explicando a parábola em particular aos seus discípulos, Jesus disse que a semente é a palavra de Deus. O terreno chamado à beira do caminho é aquele coração que recebe a palavra, mas o maligno tira dele a semente. O terreno com pedregulhos é aquele coração que recebe a palavra com alegria, mas não a conserva de coração diante das dificuldades da vida cristã, sendo de pouca duração. O terreno com espinheiros é aquele coração que recebe a palavra, mas os cuidados e deleites da vida sufocam a palavra e ela não produz frutos com perfeição. A boa terra é aquele coração que recebe com fé a palavra e ela encontra guarida nele e produz fruto em abundância. Nessa parábola o Senhor ensinou que a pessoa que interioriza a Palavra de Deus produz muitos frutos para a glória de Deus. Pr. Eudes Lopes. Cavalcanti

Nenhum comentário: