sexta-feira, 28 de outubro de 2016

A Transfiguração (9.2-13)

Reflexões no Evangelho de Marcos A Transfiguração (9.2-13) Seis a oito dias depois de Jesus desafiar a multidão sobre a necessidade de se levar a sério o discipulado, Ele conduziu a Pedro, Tiago e João (os dois filhos de Zebedeu) a um alto monte da Galiléia e lá se transfigurou diante deles - o seu rosto resplandeceu como o sol e as suas vestes tornaram-se brilhosas como a neve. O texto de Marcos e dos outros Sinóticos (Mateus e Lucas) nos dizem que apareceram Moisés e Elias que falavam com Jesus sobre o que estava preste a acontecer em Jerusalém. Pedro, de tão entusiasmado que ficou, chegou a propor a Jesus a construção de três cabanas: uma para Moisés, uma para Elias e a outra para Ele. Em seguida, Marcos revela que a voz de Deus foi ouvida no monte testificando do Seu Filho, dizendo: “Este é o meu Filho amado; a Ele ouvi”. De repente, diz Marcos, Moisés e Elias desapareceram e eles não viram mais a ninguém, senão só a Jesus. Ao descer do monte, Jesus ordenou que não se divulgasse o que fora visto até que a sua morte e ressurreição acontecessem. Depois os três discípulos perguntaram a Jesus sobre Elias que veria primeiro, conforme a profecia de Malaquias 4.5. Em resposta, Jesus identificou Elias com João Batista que já viera. Mais tarde Pedro (2 Pe 1.16-18) comentou sobre a glória de Cristo revelada na transfiguração. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: