sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

ECLESIASTES – A RAZÃO SUPREMA DO VIVER

CRISTO NA BÍBLIA (Pr. Eudes) ECLESIASTES – A RAZÃO SUPREMA DO VIVER O rei Salomão produziu três livros canônicos: Provérbios, Eclesiastes e Cantares. Cantares foi produzido na primeira fase do seu reinado. Provérbios no auge de sua vida ministerial e Eclesiastes no final de sua vida. A Bíblia nos revela que Salomão teve muitas mulheres, contrariando a recomendação do reino em Deuteronômio (Dt 17.8-13). As suas mulheres estrangeiras, adoravam outros deuses, e isso levou Salomão à idolatria e a afastar-se do Senhor. O texto histórico não relata a restauração espiritual de Salomão, mas isso aconteceu por causa da promessa de Deus feita a Davi em 2 Sm 7.12-16. Na aliança davídica, vemos que se o herdeiro de Davi (Salomão) falhasse Deus não retiraria dele a sua benignidade como tirara de Saul. O livro de Eclesiastes é uma profunda reflexão sobre a existência do homem na terra. Salomão fala sobre a falta de sentido da vida sem a presença de Deus. Tudo é vaidade e correr atrás do vento. O livro termina com um importante conselho: “Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem”. Olhando as Escrituras podemos observar que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus e só Deus pode preencher o vazio do seu coração, ou seja, só Deus pode dá sentido à existência humana. O livro de Eclesiastes não tem nenhuma referência cristológica explicita, no entanto a sua mensagem fala profundamente da insatisfação da alma que vive só em função das coisas deste mundo e por natureza aspira pela presença de Deus. O Senhor Jesus citando Deuteronômio 7.3 disse que nem só de pão viverá o homem e sim também de toda a palavra que sai da boca de Deus. (Dt 8.3; Mt 4.4). Tratando da satisfação da alma, o Senhor Jesus disse que quem bebesse da água que ele desse nunca mais teria sede, pois essa água faria nele uma fonte que jorra para a vida eterna (Jo 4.14). Ele disse também que viera para que quem cresse nele tivesse vida e vida com abundância (Jo 10.10). Disse ainda o Senhor que quem cresse nele, do seu interior fluiria rios d`água viva (Jo 7.38). O vazio do homem identificado em Eclesiastes só pode ser preenchido, com certeza, pelo Bendito Filho de Deus, no Senhor Jesus Cristo. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: