sábado, 27 de maio de 2017

CRISTO NA BÍBLIA - JOEL – O MESSIAS PROMETIDO

CRISTO NA BÍBLIA JOEL – O MESSIAS PROMETIDO Tudo indica que o profeta Joel, cujo nome significa o Senhor é Deus, profetizou no reino de Judá na época em que Joás, herdeiro do trono, era uma criança e o reino estava sob a orientação política e espiritual de Joiada, sacerdote, entre os anos de 835 e 830 a.C. Nessa época o reino de Judá estava sendo devastado por uma praga de gafanhotos como consequência do juízo divino, sendo esse o contexto histórico da profecia. Em sua profecia, esse profeta sacerdote ameaça Judá com juízos mais pesados e conclama a liderança e o povo de Deus ao arrependimento. Ainda em sua profecia Joel fala sobre o futuro derramamento do Espirito Santo sobre o povo de Deus antes que venha o grande e glorioso Dia do Senhor, o que aconteceu em parte no Dia de Pentecostes, conforme registro de Atos, capitulo 2. Joel ainda fala sobre acontecimentos que antecederão a segunda vinda do Senhor para julgar o mundo (prodígios em cima no céu, prodígios embaixo na terra, sangue, fogo e vapor de fumo, o sol se converterá em trevas, e a lua em sangue) e dar um final feliz ao seu povo. Quanto a Cristologia, Joel fala sobre o derramar do Espirito Santo que, explicado pelo Novo Testamento, seria uma consequência da realização da obra redentora e da entronização de Cristo nos Céus, conforme Atos 2.33: “De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a professa do Espirito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis”. Joel ainda fala sobre o grande e glorioso dia do Senhor que, ainda explicado no Novo Testamento, trata-se da segunda vinda de Cristo em glória e do seu desdobramento. O profeta fala também sobre o livramento do povo de Deus naqueles dias apocalípticos dando-lhe um final feliz, depois de punidos os seus adversários numa batalha chamada de Batalha no Vale de Josafá e Vale da Decisão. Para alguns evangélicos o final feliz do povo de Deus conforme deduzido da profecia de Joel refere-se ao Israel etnia restaurado, e a outros a última geração da Igreja, que é composta de judeus e gentios, sendo esta última a posição reformada. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: