terça-feira, 10 de outubro de 2017

CRISTO NA BÍBLIA - 1,2 TESSALONICENSES (CRISTO, O REI QUE VOLTA)

CRISTO NA BÍBLIA (Pr. Eudes) 1,2 TESSALONICENSES - CRISTO, O REI QUE VOLTA A Igreja de Tessalônica foi fundada por Paulo na sua segunda viagem missionária. Como a estada dele naquela cidade foi rápida por causa de perseguição e ele não teve tempo de doutrinar a Igreja, viu-se na necessidade de escrever àquela Igreja manifestando a sua alegria pela obra da graça divina no meio deles e ao mesmo tempo para esclarecer-lhe certos assuntos doutrinários em especial a questão dos crentes falecidos e o futuro deles, o que ele fez na Primeira Carta aos Tessalonicenses. A revelação da verdade da segunda vinda do Senhor e a consequente ressurreição dos crentes falecidos e a transformação dos crentes vivos e o arrebatamento da Igreja, causou um impacto profundo na vida da Igreja a ponto de diversos irmãos se desfazerem de seus bens para esperar o Senhor na Igreja, devido ao entendimento deles da iminente vinda do Senhor. Tal desorganização na vida da Igreja chegou ao conhecimento de Paulo que escreveu a segunda carta aos tessalonicenses para disciplinar a questão. Sobre o assunto da segunda vinda do Senhor, Paulo disse: “Dizemos-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor” 1 Ts 4.15-17. Nesse texto, Paulo enfatiza que o Senhor virá uma segunda vez, desta feita para buscar a Igreja ou arrebatá-la para si. E quando da segunda vinda, os crentes falecidos, desde o primeiro até o último, ressuscitarão dentre os mortos com corpos glorificados e os irmãos que estiverem vivos serão transformados num abrir e fechar de olhos e ambos, ressurretos e transformados, todos com corpos glorificados serão impulsionados pelo Espirito Santo para o céu atmosférico a fim de se encontrar com Jesus. Na segunda carta, Paulo revela os sinais da proximidade desse grande e glorioso dia, que são dois: 1) A apostasia; 2) A manifestação do Anticristo. “Ninguém, de maneira alguma, vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição” 2 Ts 2.3. Na primeira carta Cristo vem para buscar a Igreja e na segunda Ele vem para julgar os ímpios e punir o Anticristo. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: