quarta-feira, 19 de abril de 2017

LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS – O MESSIAS PROMETIDO

CRISTO NA BÍBLIA (Pr. Eudes) LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS – O MESSIAS PROMETIDO O profeta Jeremias foi testemunha ocular da tragédia que se abateu sobre o reino de Judá por causa dos pecados daquele reino. Os babilônicos fizeram três investidas sobre o reino de Judá (606, 597, 586 a.C.) e nessa última a cidade e o templo de Jerusalém foram destruídos. Ele presenciou o cerco, a destruição da cidade e do templo de Jerusalém bem como a leva dos últimos cativos. Os alertas que dera através de suas profecias (o livro de Jeremias) não foram levados em consideração pela liderança politica e religiosa de Israel e o resultado foi o que nós conhecemos da história do povo de Deus do Antigo Testamento. O livro de Lamentações foi escrito como um cântico fúnebre, onde toda a tristeza do profeta Jeremias é manifestada ao presenciar o quadro devastador que se abatera sobre o povo de Deus, por causa do pecado. O livro de Lamentações de Jeremias foi confeccionado em forma de acróstico, seguindo o alfabeto hebraico, da primeira a última letra (de álefe a tau). Observem que os capítulos 1,2,4 e 5 do livro têm vinte e dois versículos, cada um começando com uma letra do alfabeto dos judeus (o alfabeto hebraico compõe-se de vinte e duas letras). O capítulo 3 tem sessenta e seis versículos (22x3). O livro de Lamentações tem uma única característica cristológica que é o fato dele prenunciar o Senhor Jesus Cristo chorando por Jerusalém ao predizer sua destruição que se aproximava, e que aconteceu no ano 70 d.C. “E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! Se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que a tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos...” Lc 19.41-43. De muitas maneiras Lamentações também reflete o desgosto e o pesar de Deus pelo povo da aliança na hora do seu mais profundo desespero, de conformidade com o que está em Isaías 63.9: “Em toda a angústia deles foi ele angustiado, e o Anjo da sua presença os salvou”. Isaías e João afirmam que é Deus ou Cristo que “enxugará” as lágrimas de lamentação dos olhos do seu povo (Is 25.8; Ap 7.17; 21.4). Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: