sexta-feira, 28 de julho de 2017

CRISTO NA BÍBLIA - AGEU (O MESSIAS PROMETIDO)

CRISTO NA BÍBLIA (Pr. Eudes) AGEU – O MESSIAS PROMETIDO Ageu é o primeiro do grupo dos profetas chamados profetas pós-exílio, ou seja, que profetizam após o retorno dos israelitas do cativeiro babilônico. O cativeiro babilônico durou setenta anos conforme profetizado por Jeremias. Quando os judeus retornaram a primeira providência que tomaram foi a reconstrução do templo. Só que essa reconstrução, bem como da cidade de Jerusalém mais tarde, não foi feita sem oposição dos povos que habitavam a terra de Israel na época. É bom lembrar que quando da destruição do reino do Norte (Israel) pelos assírios em 722 a.C. foi feita uma baldeação de povos, ou seja, os israelitas foram tirados do seu território e enviados para outras terras e povos de outras terras foram removidos para Israel, dando origem aos famosos samaritanos. Foram os samaritanos que se opuseram a reconstrução do templo. A obra começada por Sesbazar que lançou os fundamentos do tempo e continuada por Zorobabel foi embarcada por Artaxerxes, rei persa, a pedido dos samaritanos. Aí entrou o trabalho profético de Ageu junto com Zacarias animando o povo a continuar a reconstrução mesmo diante do embargo, que mais tarde foi suspenso, e a obra concluída. “E os profetas Ageu e Zacarias, filho de Ido, profetizaram aos judeus que estava em Judá e Jerusalém; em nome do Deus de Israel lhes profetizaram” Ed 5.1. Quanto à Cristologia, o livro de Ageu contém duas referências cristológicas identificando o Messias como Sacerdote e Rei. A primeira referência (Ag 2.7-9) trata da glória do segundo templo ser maior do que a primeira, porque o próprio Senhor viria e habitaria no meio do seu santuário. Evidentemente que esse segundo templo é a Igreja que é o santuário do Deus vivo (1 Co 3.16; 6.19; 2 Co 6.19). A segunda referência cristológica (Ag 2.20-23) trata-se da escolha de Zorobabel, o reconstrutor do templo, como “um anel de selar” que simboliza a autoridade real do Messias no seu reino. O Novo Testamento aponta o Messias, Cristo, como Sacerdote e Rei, sendo esses, dois dos três ofícios de Cristo: Profeta, Sacerdote e Rei. Pr. Eudes Lopes Cavalcanti

Nenhum comentário: